Sarada sempre!

Sarada sempre!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Combate à obesidade


A cantora Beth Ditto, vocalista do The Gossip tem 1,57 e pesa 95kg. Ela diz que tem orgulho do próprio corpo, já posou nua e levanta a bandeira do "fat proud" (orgulho de ser gorda).






Gente, eu não quero estabelecer aqui uma forma única de silhueta, nem defender o meu estilo de vida como o modelo ideal. Eu sou à favor da inclusão social e da diversidade, mas antes de qualquer coisa, eu sou à favor da saúde!

Então, quando eu vejo, mulheres famosas como essa Beth Ditto ou Preta Gil fazendo apologia a gordura, eu penso nisso como um estímulo à mulheres obesas continuarem assim. Aí, eu pergunto: Será que elas realmente se amam como dizem, ou querem mostrar uma postura, de "não tô nem aí", mas escondem a vontade de perder uns quilinhos e entrar naquele vestido maravilhoso, que cai tão bem nas magras, mas que não tem no modelo tamanho GG.


Imaginem uma mulher de 30 anos, com grau 2 de obesidade, com IMC de 38,54. Uma mulher com essas características tem problemas sérios de infertilidade, limitações de movimentos, tendência a ser contaminadas com fungos ou outras contaminações de pele, em suas dobras de gordura com diversas complicações, podendo ser grave. Além disso, os joelhos, coluna, membros inferiores, tornozelos e quadril ficam sobrecarregados, causando problemas nas articulações e circulação, acarretando em varizes ou erisipela.

A obesidade pode provocar diversas doenças e distúrbios:

Doenças
Hipertensão arterial
Doenças cardiovasculares
Doenças cérebro-vasculares
Diabetes Mellitus tipo II
Coledocolitíase
Câncer

Osteoartrite


Distúrbios

Distúrbios lipídicos
Hipercolesterolemia
Diminuição de HDL ("colesterol bom")
Aumento da insulina
Intolerância à glicose
Distúrbios menstruais/Infertilidade

Apnéia do sono

Tendo esses dados em vista, podemos afirmar que pessoas com problema de obesidade tem uma diminuição muito grande da expectativa de vida. E não é uma questão de preconceito, ou intolerância, mas sim, uma questão de saúde pública.


Mas é claro, que não vou ser mais uma a apontar o problema, e não trazer uma solução, muito menos estudar as causas.

Nós nascemos sem nenhuma preferência de paladar. Se uma mãe ensina seu bebê a comer giló na infância, esse criança vai se tornar um adulto que ama comer giló. Mas, o mais comum é vermos as mamães inserindo doces, refrigerantes, salgadinhos, biscoitos recheados e guloseimas na alimentação dos filhos ainda pequenos. Essas crianças, certamente serão obesas na fase adulta.


Não vou apontar uma faca na direção de vocês, eu também fui uma mamãe assim com minhas filhas, mas aprendi a tempo, e estabeleci umas regrinhas em minha casa que estão reduzindo bastante a entrada de alimentos prejudiciais a saúde em nossa geladeira. Por exemplo: Refrigerantes só são permitidos nos fins de semana. No lanche da escola, não coloco biscoitos recheados, escolho um biscoito menos calórico. Doces só podem ser servidos depois do almoço. Ao invés de levar as crianças para comer um Mc Donald's, compro um subway que é mais saudável, compro o brinquedinho separado.


As crianças podem torcer o nariz no começo, mas depois elas se acostumam. E os pais devem dar o exemplo e não comerem esses alimentos na frente das crianças.


Mais um motivo para a obesidade é o estresse emocional. Muitas mulheres, com problemas de TPM, ou ansiedade, desenvolvem uma compulsão alimentar e buscam na comida um prazer semelhante ao prazer das drogas, do álcool e do cigarro. O alimento se torna um vício.

E a obesidade atinge mulheres com os mais diversos perfis na sociedade. Pode ser aquela mulher workaholic, que não pára de trabalhar, nem para almoçar, sai sem tomar café da manhã, come um sanduiche no almoço e pede uma pizza para o jantar, como também tem a dona de casa sedentária, que vive para os filhos e para o marido, é capaz de servir maravilhosos banquetes aos domingos, cuidar de todos, mas não cuida de si mesma, e mergulha em um universo de guloseimas e refrigerantes.


Existem também os casos de hipertireoidismo, onde a tireóide (glândula da garganta) está irregular, impedindo o bom funcionamento do metabolismo.


É muito comum encontrar mulheres querendo resolver o problema de forma imediata, mas a coisa não funciona dessa maneira. A gordura não se acumulou da noite para o dia e não vai ser desta forma que ela vai sair.


Não adianta tomar uma fórmula de emagrecimento, ou inibidor de apetite, se você não faz dieta, nem exercícios físicos.


A primeira mudança tem que vir da mente. Você deve reconhecer que tem um problema. VOCÊ ESTÁ GORDA! Há dois anos, quando eu fui ao consultório da minha endocrinologista, ela me disse isso com todas as letras, eu quase enfartei! Pensei: _ Nossa, que mulher grossa, que deselegância! Depois, aquilo foi me tomando por um sentimento de raiva e ao mesmo tempo de desejo de vingança, eu queria mostrar pra ela que eu poderia emagrecer, e assim eu fiz. Segui a dieta que ela me passou e me empenhei nos exercícios da academia, três meses depois eu estava linda e bela, de volta ao consultório só pra mostrar pra ela que eu podia.


Depois de se conscientizar do problema, toda a sua vida deve girar em torno da sua alimentação. Pra começar, a própria dieta deve ser analizada. Na verdade, dieta é tudo aquilo que a gente come diariamente. Você pode ter uma dieta rica em calorias e condimentos, colorantes, bem como pode ter uma dieta saudável e de baixas calorias. Vamos nos referir a essa primeira fase, de REGIME. Como o regime militar mesmo, cheio de regras e disciplina.

A primeira atitude antes de começar um regime e atividades físicas, é procurar um médico, de preferência um endócrinologista e um clínico geral. O endócrino vai te passar o regime, e a depender da sua situação, pode te passar um remédio para te ajudar a emagrecer. O clínico vai te passar exames de laboratório, um teste ergométrico e um ecocardiograma, para ver como anda seu coração e se você pode fazer atividades físicas.


Quando você se matricular na academia, faça também aquela avaliação física, pois ela vai te mostrar como você se encontra no momento, e você terá um parâmetro, após 90 dias, quando você começar a perceber os resultados da sua nova fase.

Não comece o regime de forma radical. Não corte tudo de vez. Comece reduzindo as quantidades das porções que você costuma comer. Por exemplo: Se você come dois pães no café da manhã, comece comendo só um, você coloca duas fatias de queijo dentro do mão, coloque só uma, depois vá substituindo o pão branco por pão integral e o queijo prato por queijo branco. Passe a comer de 3 em 3 horas, em menores porções. A esse processo, chamamos de REEDUCAÇÃO ALIMENTAR (RA).


Na primeira semana do regime, é importante desintoxicar seu organismo, ou seja, fazer uma faxina geral, mandando embora todas porcarias que você andou comendo. Os líquidos como água, chás e água de côco, bem como alimentos vermelhos ou verdes escuros têm essa função desintoxicante. Você pode inserir esses alimentos em saladas, sucos, ou comendo a fruta in natura mesmo.





Se você está tendo uma vida sedentária, antes de começar na academia, passe umas duas semanas caminhando na rua, para ir ambientando seu corpo com essa nova rotina. Use um par de tênis com um bom amortecedor, e roupas confortáveis, leve uma garrafinha com água e uma toalhinha. Não use roupas grossas e nem faixa na cintura, para suar mais. Suando mais, você só estará perdendo sais minerais e líquidos, e por sua vez, desidratar.


Quando já estiver na academia, faça exercícios aeróbicos e musculação paralelamente, assim, você estará perdendo medidas e tonificando os músculos ao mesmo tempo. Quando a gente está acima do peso, e começa a emagrecer, a tendência é de ficar com pele sobrando e flacidez. Outros problemas que vão surgir com o emagrecimento são o aumento da queda de cabelos, um pouco de fraqueza e unhas quebradiças, mas não se preocupe, depois quando seu corpo estiver acostumado com a nova alimentação, sua pele melhora, seus cabelos e unhas ficam mais fortes e você vai ficar mais linda e saudável!

Espero tê-las ajudado, grande beijo, fiquem com Deus!

2 comentários:

Aparecida disse...

Sou nova aqui e estou amando teu blog, luto contra a balança mas malho todos os dias e com tuas dicas tudo fica mais facil, obrigada e continue sempre postando coisas interessantes.

Cara de Crew disse...

Aparecida, que bom que você apareceu por aqui, rs. Seja bem vinda, e com sua motivação, com certeza, vou encontrar inspiração para continuar escrevendo! beijos

Seguidores