Sarada sempre!

Sarada sempre!

domingo, 1 de maio de 2011

A verdade sobre os Fisiculturistas


Os fisiculturistas tem fama de serem antissociais e de poucos amigos. Já me disseram que eles são um grupo fechado, que só interagem entre eles mesmos, são arrogantes e coisal e tal... estou aqui para desmistificar esse julgamento. Tenho amigos fisiculturistas, e garanto que eles não são de de longe, arrogantes ou antipáticos. Muito pelo contrário, eles ficam muito satisfeitos em fornecer informações sobre seus treinos e dão dicas de alimentação.


Vamos concordar que os fisiculturistas são diferentes. Eles não passam despercebidos, sua presença imponente chama a atenção, com as coxas exuberantes e músculos saltitantes. Nós vivemos em um país preconceituoso, tudo o que é diferente, é anormal, mas o que é normal mesmo?


A minha visão sobre os fisiculturistas é bastante diferente do que a maioria das pessoas têm por aí. Na verdade, eles têm uma paixão tão grande pela busca de perfeição, que estão sempre focados em seus objetivos. Eles estabelecem metas e sofrem, com as dietas restritas, treinos árduos e olhares curiosos e comentários maldosos; a fama de antipáticos vêm da concentração nos treinos. Eles seguem treinos cronometrados, com a respiração controlada e um período de descanso entre cada série. Eles não têm vida social dentro da academia, e fora dela, eles dificilmente serão encontrados em bares, ingerindo bebidas alcóolicas e comendo pastelzinho, além do mais, eles não perdem noites e dormem as sagradas 8h diárias.




A rotina de um atleta dessa categoria é repleta de longos treinos árduos, lesões, dores, sempre com acompanhamento de profissionais qualificados. Muitas vezes, eles precisam tomar anti inflamatórios e remédios para dor, para suportar mais um dia de treino puxado. Suas articulações sofrem com as cargas, e eles usam faxas e meias de compressão. Fazem uso de cinta de proteção para a coluna, cremes e massagens para reestabelecer os músculos e a coluna.




A dieta de um atleta de fisiculturismo, é bem limitada. Eles comem basicamente proteína, carboidratos, zero gordura, zero açúcar, algumas frutas, e legumes e muita fibra. Eles têm que se preocupar com uma grande ingestão de água, e seguir horários rígidos de alimentação. Por sua alimentação ser muito restrita, eles às vezes enjoam de tanto comer macarrão integral sem sal, peito de frango quase sem tempero, muito peixe, e muitas claras de ovos. A alimentação, é quase uma ração mesmo, é preciso muita perseverança para seguir a risca essas dietas.



Eles passam muito tempo ganhando massa muscular, e se alimentando muito bem, o que eles chamam de período do off, que é o pré contest, ou pré competição. Dois meses antes do evento, eles restringem ainda mais a dieta para secar. Ganha aquele que estiver com o menor índice de gordura corporal e maior volume de massa muscular, sem contar a definição e a apresentação postural. Diga-se de passagem, que toda aquela contração dos músculos é cansativa e desgastante, exige muita técnica e concentração.


Todo o processo de treino e preparação desses atletas é acompanhado por profissionais de saúde, tais como personal trainer, nutricionista esportivo, endocrinologista, fiseoterapeuta e eles fazem exames clínicos e laboratoriais periodicamente. A suplementação é fundamental, acompanhada da ingestão de muitas proteínas. Muitos atletas fazem uso de esteróides e anabolizantes, mas sempre com acompanhamento médico. Vale ressaltar que em alguns casos, o uso de medicamentos é realizado, mas isso não significa que todos fisiculturistas usam anabolizantes.





ATENÇÃO: É loucura, uma pessoa que não faz parte desse universo do culturismo fazer uso de anabolizantes. Só um médico especializado pode receitá-los. Muita gente injeta vitaminas para uso veterinário, ou substâncias receitadas por amigos em academias e se aplicam sem nem saber a composição daquela ampola. Imagine injetar ampolas de óleo, localizadas direto nos músculos. De fato, os músculos irão sofrer um edema (inchaço), que vai dar inicialmente a sensação de que aquele indivíduo está forte. Porém, aplicações periódicas de óleo no músculo irão acarretar no acúmulo desse óleo, em determinado momento, o músculo começa a necrosar (apodrecer), tem a aparência de um pedaço de isopor se quebrando, é a visão do inferno, vide esses vídeos no youtube que estão disponíveis na internet para quem quiser ver. Outro fator agravante, são os outros efeitos colaterais; nos homens, além da mutilação e deformação do corpo, os problemas de ereção, câncer do fígado e rins. Nas mulheres, eu acredito que os efeitos são ainda mais horríveis, pois mexe com a feminilidade: Elas ficam com a pele muito oleosa, gerando aparição de espinhas, o queixo fica pontudo ou triangular, nascem pêlos no rosto, a voz engrossa, o clitóris cresce, elas sofrem com a infertilidade e ciclo menstrual desregulado. OS ATLETAS DE FISICULTURISMO CONDENAM A ATITUDE DE PESSOAS QUE DENIGREM A IMAGEM DO ESPORTE, FAZENDO USO ILEGAL DE ESTEROIDES E ANABOLIZANTES!



As vezes, em épocas de competição, muitos desses atletas tomam laxantes e diuréticos para perder gordura corporal, ficam enfraquecidos e desmaiam nos eventos.




Por causa de tantas limitações e sacrifícios, como em muitas carreiras esportivas, os fisiculturistas não têm uma carreira muito longa. Mas não existe limite de idade para competir. Se o atleta está preparado, ele compete.




Outra coisa que as pessoas não sabem é que a maioria desses atletas é de pessoas inteligentes, profissionais liberais, pessoas que se dedicam ao estudo do corpo e leitura sobre o tema. Existem médicos, professores de educação física, fiseoterapeutas, e diversas áreas do conhecimento, que fazem parte do atletismo.


Com isso, espero ter dado a oportunidade de pessoas comuns terem mais conhecimento de como é o dia a dia de atletas fisiculturistas, que merecem nossa admiração e aceitação. Eles são uma rica fonte de conhecimentos para quem pretende treinar e chegar o mais próximo possivel, do shape deles.

Um comentário:

Drika Fitness Brasil disse...

Muito esclarecedor, adorei! Tenho 40 anos e sou mãe de uma cça de 6 anos. Treino pesado há 1 ano e faço uma dieta bem restritiva. Meu objetivo é competir e incentivar outras mulheres no sentido de desmistificar o limite de idade para iniciar no culturismo ou apenas para levar uma vida saudável e mais feliz, porque sentir-se bem com seu corpo eleva a auto estima propagando alegria a todos ao seu redor. Um beijo!

Seguidores